sábado, 26 de março de 2011

Para ajudar o mundo a ver a luz!

As luzes em mais de 130 países e pelo menos 98 cidades brasileiras foram apagadas entre 20h30 e 21h30 deste sábado (26). A chamada Hora do Planeta (ou Earth Hour), maior evento do tipo no mundo, pretende chamar a atenção para as mudanças climáticas, o aquecimento global e a economia de energia.
Neste ano, o primeiro minuto do evento foi dedicado, em silêncio, às vítimas do terremoto e do tsunami no Japão, e às vítimas das enchentes no Brasil.
Na última edição, o ato simbólico proposto anualmente pela ONG WWF mobilizou mais de um bilhão de pessoas em 4.700 cidades. Desta vez, o movimento, que já apagou a Torre Eiffel, a London Eye, a Fontana de Trevi e o Empire State  e outros cerca de 1.370 ícones mundiais, deverá ter participação recorde, segundo cálculos da entidade.
No Brasil, mais de 1.500 empresas e organizações aderiram oficialmente ao movimento. Dezoito capitais --Aracaju (SE), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Natal (RN), Palmas (TO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES)-- também vão apagar as luzes.
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que está à frente de um grupo de líderes que apoiam a Hora do Planeta, propôs que os 60 minutos de escuridão sejam usados “para ajudar o mundo a ver a luz.”

 Antes, com a iluminação acesa, e depois, na Hora do Planeta, no Edifício Taipei 101, em Taiwan.

Em Cingapura, velas formam o número 60, que representa cada minuto da Hora do Planeta.

Torre Eiffel, em Paris, na França.

Em Nova Déli, na Índia, uma banda fez um show para celebrar a Hora do Planeta.

A ponte Octávio Frias de Oliveira, no Brooklin, zona sul de São Paulo.

- Você que participou, já pensou no que vai fazer agora? ;)

Fonte:  G1
Post by: Dinha (ADM da tarde)

Um comentário: